Desafio Literário: Diários do Vampiro – Reunião Sombria.

reuniao-sombriaSeis meses se passaram depois da tragédia que ocorreu em Fell’s Church. Bonnie, Meredith e Matt tentam levar a vida adiante. Stefan e Damon partiram e sentem o desejo de nunca mais voltar. Depois da morte de Elena, o mundo de Stefan não faz muito sentido. Se não fosse pela promessa de cuidar do irmão (Elena pediu), ele nem estaria lá, com ele, tento de suportar aquele sorriso debochado e atos inconsequentes do irmão mais velho.

Caroline decide fazer uma festa surpresa para Merdith, só entre as meninas mesmo. Bonnie, Sue, Vickie, Caroline e a aniversariante estão curtindo a festa quando o nome de Elena surge na conversa. Decidem então que devem tentar falar com ela, no mundo dos mortos talvez (se é que isso é possível). Bonnie entra em transe e tenta alcançar Elena através das fronteiras dos mundos. E não é que ela encontra!?

Ela consegue fazer contato com Elena, mas essa só pede para ela parar, porque alguém pode ver e tentar matá-la. Elena manda Bonnie procurar ajuda e grita por cuidado, e repete isso até que tudo se apaga. Todas as luzes da casa de Caroline apagam e elas tentam fugir de lá, só que há alguém ou alguma coisa dentro da casa que tenta pegá-las. Essa parte é uma verdadeira reunião sombria. Deu medo. Muito medo.

Mais uma tragédia atinge a cidade e Bonnie e seus amigos fazem o que Elena pede e invocam Stefan. Isso mesmo. Mais um ritual entra na lista do livro. Aliás, Bonnie, nesse meio tempo, se torna praticamente um expert em todos rituais e magias druidas. Essa “evolução” de Bonnie aconteceu muito rápida, pelo menos pra mim. Por isso ela se torna a principal personagem do livro. Elena mal aparece neste volume e Bonnie assume o personagem principal.

Stefan vota com Damon a Fell’s Church e descobre o que aconteceu. Juntos eles vão descobrindo que há um   poder muito maior habitando na cidade. De acordo com relatos de Vickie (que presenciou um assassinato) é um homem que está por trás disso tudo, que ele é louro, bonito e mau, muito mau. Stefan procura no antigo diário de Honória Fell’s, uma das fundadoras da cidade e descobriu uma história há muito esquecida. Algo que envolve a família Smallwood. Algo que nos remete à pelos, patas e focinhos….

Eis que os lobisomens entram na história, nada de novidade. O livro é muito bom e a história é muito bem elaborada, me prendeu bastante, li ele em apenas um dia.

Anúncios

Resenha: O Diário de John Winchester.

23795509_4Um livro que com certeza todos os verdadeiros fãs de Supernatural iram adorar ler. Primeiramente vou começara falando sobre o design e diagramação, e logo após sobre a história e opinião.

Como fã, posso afirmar que o livro está perfeito e muito fiel ao diário original de John. Ele é de capa dura, e tem realmente um aspecto de diário de verdade. Na capa, tem uma espécie de fechadura com um verniz localizado e na contra capa a sinopse é escrita em um papel rasgado, fixado por clipes. Todas as falhas tem o ano e a data em que John escreveu, e ao decorrer de cada fato tem uma ilustração mostrando símbolos de exorcismo, desenhos de vários monstros, demônios, fantasmas e seres sobrenaturais. Também tem recortes de jornais, enfim… tudo isso contribui para deixar o livro totalmente realista.

John Winchester era um homem comum, vivia em Lawrence (Kansas), junto com sua esposa Mary e seus dois filhos Sam e Dean. Em uma noite, um terrível incêdio aconteceu em sua casa, prendendo sua mulher ao teto e era tarde demais. John só conseguiu salvar os filhos.

É a partir daí que ele sai em busca de pistas sobre o que a matou. Se encontra com vários caçadores, aprende sobre vários seres sobrenaturais. Mata metámorfos, exorciza vários demônios, se livra de espíritos vingadores, e principalmente… cuida de seus dois filhos. Mesmo matando todos os seres sobrenaturais  procurando pistas sobre o demônio que matou sua esposa, John nunca se esqueceu de Sam e Dean. Coforme seus filhos vão ficando mais velhos, John ensina a eles, tudo aquilo que ele sabe. A atirar, exorcizar, caçar espíritos, e o principal: que devem sempre protegerem um ao outro. No diário, John relata o cotidiano da família, tudo o que aconteceu durante o passar dos anos, até o dia que ele desaparece atras do demônio que matou Mary.

Conforme eu lia os relatos de John, eu me lembrava de alguns episódios da série, como o espisódio do Wendigo, Mulher de Branco e da Bloody Mary. No diário também conta detalhadamente a morte de Bill, pai de Jo e marido de Ellen Harvelle, e também relata de como Sam largou tudo para ir para Stanford.

Acredito que o Diário de John Winchester e o Livro dos Monstros, Espíritos, Demônios e Ghouls, completam um ao outro. Como eu já havia dito sobre os outros dois livros da coleção Supernatural, esse livro também é ótimo! Super recomendo para todos aqueles que amam a série de paixão, com certeza vão gostar, acreditem.

Resenha: O Livro de Caça de Bobby Singer.

Guia de Caça de Bobby Singer“Sam e Dean, leiam isso agora!”

Quem acompanha a série Sobrenatural sabe que o Bobby é um personagem importante na história, ele construiu uma grande amizade com John Winchester já que ambos são caçadores. Após a morte de John ele acabou criando um grande vinculo com os irmãos Winchester, sendo assim sempre que possível ele esta ajudando os dois em suas caçadas.

Para explicar o motivo de escrever esse guia Bobby começa contando que recebeu um telefonema (não se lembra quem ligou) e saiu para resolver um caso em Wisconsin sobre uma criatura chamada banshee. Mas o estranho é que depois desse caso ele percebeu que estava perdendo a memória, não sabia como voltou para casa, se lembrava de ter visto os Winchester enquanto estava resolvendo o caso mas não sabe o que aconteceu com eles, não se recorda onde fica as coisas em sua própria casa e isso esta piorando a cada momento que passa.
Com medo de perder totalmente a memória ele resolve escrever tudo o que seja útil para os caçadores que vierem depois dele.
Entre um passo a passo sobre como se tornar um bom caçador de seres sobrenaturais ele também vai relatando aos poucos lembranças sobre o que aconteceu em Wisconsin. Além disso, o que mais o instiga é que a criatura que esta causando essa perda de memória resolveu deixar um recado, na porta do carro dele (todo destruido) estava escrito “Karen” que é o nome da sua falecida esposa.
Lendo esse livro você vai praticamente se sentir um caçador de seres sobrenaturais, vai ler os ensinamentos do Bobby e ao mesmo tempo tenta desvendar esse caso que ele esta vivendo.
Quem nunca assistiu a série talvez não entenda todos os detalhes e citações do livro, mas qualquer um iria gostar (principalmente os fãs). O modo como o livro é escrito te faz acreditar que aquilo ali realmente é real, assim como “O Livro dos Monstros, Espíritos, Demônios e Ghouls”.
As folhas têm os cantos cinza para parecerem folhas velhas/usadas e o livro conta com algumas ilustrações para complementar as histórias. Diferente do “O Livro dos Monstros” esse apesar de ser escrito pelo Bobby não tem trechos que tentam imitar a letra cursiva com uma fonte diferente. Resumindo é mais um livro indispensável para os fãs que desejam saber cada vez mais sobre a série.

Episódio triste: Supernatural 7×10 – “As Portas da Morte”.

tumblr_lvnbpsrS721qaur2no1_500“Meu coração está em frangalhos. Mas ainda tenho esperança.”

[SPOILER] Quem diria que um dia iria dizer que um episódio de Supernatural partiu literalmente o meu coração. Esse é o episódio em que Bobby Singer dá Adeus a Sam e Dean, terminei de assistir esse episódio em lágrimas.

No final do nono episódio aparece com Dean e Sam esperando em uma van, Bobby sair. Ao abrir a porta da van, Dick vai atrás e começa a atirar. Sem dar uma palavra depois de ter entrado na van, Sam lhe da o seu boné, mas não houve respostas, é quando vê que a bala pegou na cabeça de Bobby.

O décimo episódio da início aos dois irmãos desesperados a caminho de um hospital o mais rápido possível, ao chegar lá, os médicos informam que o pai postiço deles está em coma e que geralmente em casos assim as pessoas morrem. Há chances, mas o médico não quer dar esperanças a Dean e Sam. Sendo assim, Bobby começa a ter suas piores e melhores lembranças de sua vida, enquanto tenta achar o caminho de volta para casa. Em paralelo acompanhamos toda a angústia dos meninos enquanto vêem seu pai postiço entre a vida e a morte. Porém, no entanto, todavia e doravante, Bobby foi e sempre será um guerreiro. E com a ajuda de seu fiel, desbocado e finado amigo Rufus ele achou forças para encarar a pior lembrança da sua vida. Aquela que lhe levaria de volta para o mundo real.

E a tal lembrança foi tensa. Foi a lembrança de Bobby quando ainda criança, jantando com um pai carrasco e uma mãe fragilizada e submissa. Ficou claro neste episódio que o pai de Bobby era um perfeito ogro e que nosso querido caçador teve uma infância difícil e sofrida. Fiquei em choque quando o pequeno Bobby apertou o gatilho e tirou a vida do próprio pai, após ver sua mãe apanhando de spn7x10novo daquele mequetrefe.

Após ter finalmente conseguido encontrar a porta a qual o levaria para o mundo real, uma enfermeira informa a Dean e Sam que o paciente começou a dar “respostas” e que iriam leva-lo para a sala de cirurgia e tirar para retirar a bala. Sam e Dean foram até a sala onde Bobby estava, e Sam pegou em sua mão. Quando iam sair, Sam viu que Bobby mexeu a mão e começou a abrir os olhos. Os irmãos Winchester’s ficaram maravilhosamente felizes com isso. Bobby queria dizer algo, mas para poupar forças, Dean deu uma caneta para escrever o que queria. A única coisa que ele escreveu foi alguns números, e soltou um sorriso que me fez chorar mais ainda, por sinal e olhou para os irmãos. “Idiotas!” e Sam e Dean sorriam junto com ele. Mas a alegria durou pouco, e Bobby começou a morrer.

“Eu não ligo. Eles são meus garotos!”

O ceifeiro deu duas escolhas a ele: continuar seguindo adiante ou tornar-se um fantasma que poderia virar um fantasma vingativo. A última lembrança que ele tem, é dos meninos em sua casa, na sala, assistindo tv e comendo pipoca. Dean e Sam ficam transtornados, tumblr_mk5smzfwGq1s26q9ho1_500tristes. O episódio acaba e não sabemos qual foi a escolha de Bobby.

“Olá Sr. Singer, a sua hora chegou.”

Preciso desabafar: foi o episódio mais triste que eu assisti até agora, e com certeza o mais triste de toda a série. Logo eu que amava Bobby Singer, vai ser difícil continuar a ver a série e não vê-lo! #VoltaBobby! ):

Resenha de filmes: Meninas Malvadas 2.

“Às vezes, o importante não é vencer a corrida, é simplesmente participar dela.”

Sinopse: As plásticas estão de volta na tão esperada seqüência do grande sucesso Meninas Malvadas… Mas agora a turma está mais fashion, mais divertida e mais malvada do que nunca. A confiante Jo começa o novo ano escolar quebrando sua principal regra: não se envolver em dramas femininos e não chamar atenção. Mas quando vê a tímida Abby nas garras da abelha rainha Mandi e suas súditas, ela resolve tomar partido em uma furiosa e cômica guerra de garotas, que vira a escola inteira de cabeça para baixo.

Meninas Malvadas 2O que esperar de Meninas Malvadas sem Lindsay Lohan? Nada, não seja como eu que esperava uma continuação tão boa quanto o primeiro filme, não espere nada por ele!
O filme conta a história da novata Jo, que aceita ser amiga da “loser” Abby, por insistência do pai rico de Abby que prometeu pagar todos os custos da faculdade dos sonhos de Jo, e as duas juntas resolvem acabar com as meninas malvadas, ou como já conhecemos as Plásticas.
Sinceramente, Meninas Malvadas não deveria ter continuação, a seqüência não tem nada novo, nenhuma história mais interessante que o primeiro, e claro, não tem a linda Lindsay Lohan, a nossa eterna menina malvada. E fora que o filme é totalmente sem noção, quem hoje usa essas mechas azuis no cabelo? Ninguém no elenco tem carisma pra ganhar nossa atenção, o único que talvez salve o filme é o diretor, que no primeiro filme, era só um conselheiro, mas ele sozinho não consegue salvar o filme, nem a beleza de Diego González, salvou, e olha o pulo que esse menino de na vida, de Rebelde para Hollywood, mas enfim, nada nesse filme chama atenção, nada nos prende na frente do DVD (sim, DVD, porque esse filme nem chegou a passar nas telonas).

Revendo: Show Bar (Coyote Ugly).

49130_Papel-de-Parede-Show-Bar-Coyote-Ugly_1024x768Sinopse: Violet Sanford (Piper Perabo), uma jovem de 21 anos, segue para Nova York com um sonho: tornar-se uma grande compositora de sucesso. Mas ela deixa suas aspirações profissionais de lado quando recebe uma proposta para trabalhar num show bar chamado Coyote Ugly, localizado em Manhattan. Até que, juntamente com um grupo de jovens mulheres sensuais, irá atormentar os clientes do local, com suas artimanhas e brincadeiras.

“Nós nunca seguimos através de uma única coisa, você sabe. E eu acho que isso é o que nos torna tão especial.”

Dirigido por David McNally e estreado nas telinhas no ano de 2000. Show bar trata-se de um filme em que Violet, deseja realizar seu grande sonho de ser uma compositora de sucesso. Sendo assim, decide mudar-se para Nova York para ir atrás daquilo que quer. No início não é fácil. Seu apartamento havia sido roubado, junto com todo o seu dinheiro. Foi em uma lanchonete que ela avista três garotas sentadas em uma mesa, e não deixa de perceber o tanto de dinheiro que elas têm. De princípio Violet acha que elas são prostitutas, mas um funcionário da lanchonete a informa, que as meninas são Coyotes e ao dar a informação, ele lhe da um cartão com o endereço local onde trabalham.

Precisando urgente de um trabalho e de dinheiro, ela vai até o local, um bar. Aquelas meninas trabalhavam em um bar, e a dona do local chamava-se Lil. A dona, diz que antes de ter aceita, Violet teria de passar por uma noite de experiência. No horário combinado, ao entrar em seu futuro local de trabalho, vê a enorme multidão que está lá dentro, e vê também o que as meninas fazem, e o que ela supostamente teria de fazer. Dançar. Onde? Em cima do balcão, sensualmente. Quando ela diz a Lil que não sabia dançar igual as imagesmeninas, ela lhe da uma pequena quantia de dinheiro e manda Violet embora. Ao sair, ela se depara com uma briga e consegue separar aqueles que estavam brigando, e Lil da outra chance a garota.

Fora Lil, a outra “funcionária” a qual ela fez “amizade” facilmente foi com a loira chamada Cammie. Rachel era mais rebelde, e bem antipática com Violet. Depois de alguns dias, os rapazes do bar acabam perdendo o controle, e tentam pegar Cammie e Rachel, Lil está ocupada tentando separar uma briga, resumindo, aquele lugar virou um caós. Para tentar ajudar, Violet decide subir no balcão, e começa a dançar e a cantar, e adivinhem? Tudo fica calmo, como se nada tivesse acontecido. Ela acaba se envolvendo com um cara chamado Kevin O’Donnell, e eles acabam se envolvendo, e é com sua ajuda, que ela consegue realizar seu grande sonho e ultrapassar barreiras que ela considerava intransponíveis.

Poupei bastante detalhes do filme, para quando alguém for rever ou assistir pela primeira vez, não achar chato. Gosto bastante do filme, acho ele bem legal! Recomendo.